O senhor é meu pastor e nada me faltará...


anjos - Recados Para Orkut

"Educar com amor".

"Educar com amor".

Um cantinho especial para uma boa e agradável conversa!!!

sexta-feira, 12 de agosto de 2011

"Mudança no Estatuto da Criança e do Adolescente" Passe a diante.


MUDANÇA NO ECA.

Projeto de Lei 267/11

A Câmara dos Deputados analisa o Projeto de Lei 267/11, da deputada Cida Borghetti (PP-PR), que estabelece punições para estudantes que desrespeitarem professores ou violarem regras éticas e de comportamento de instituições de ensino.
Em caso de descumprimento, o estudante infrator ficará sujeito a suspensão e, na hipótese de reincidência grave, encaminhamento à autoridade judiciária competente.
A proposta muda o Estatuto da Criança e do Adolescente (Lei 8.069/90) para incluir o respeito aos códigos de ética e de conduta como responsabilidade e dever da criança e do adolescente na condição de estudante.
Indisciplina
De acordo com a autora, a indisciplina em sala de aula tornou-se algo rotineiro nas escolas brasileiras e o número de casos de violência contra professores aumenta assustadoramente. Ela diz que, além dos episódios de violência física contra os educadores, há casos de agressões verbais, que, em muitos casos, acabam sem punição.
O projeto, que tramita em caráter conclusivo, será analisado pelas comissões de Seguridade Social e Família; de Educação e Cultura; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Domingo, 01 de maio de 2011

REPASSEM PARA TODOS OS PROFESSORES....VAMOS APOIAR!!!!!!!

Fonte:http://primasfalando.blogspot.com/2011/04/camara-analisa-projeto-de-lei-que-pune.html

Um comentário:

Ivana Maria disse...

Apoio e concordo plenamente que alguma atitude deva ser tomada se hoje exige punição, que seja. Mas, lamento que a educação esteja falhando no seu papel de "educar para não ter que punir". Não estou me referindo a educação escolar somente, mas, particularmente, a educação dada pela família. Embora o professor hoje esteja sendo acusado de atribuir todas as dificuldades da educação à culpa da famílias, nesse caso é verdadeira. Um abraço, minha querida.