O senhor é meu pastor e nada me faltará...


anjos - Recados Para Orkut

"Educar com amor".

"Educar com amor".

Um cantinho especial para uma boa e agradável conversa!!!

terça-feira, 14 de junho de 2011

Nove maneiras de ajudar uma criança a aprender a ler.




Com hábitos simples, que podem ser aplicados desde cedo em casa ou na escola, você pode resolver um dos maiores problemas entre os jovens: o hábito da leitura.

Nós temos o péssimo hábito de imaginar que apenas com o uso de técnicas complexas, realizadas por pedagogos altamente qualificados ou outros especialistas, teremos resultados práticos na educação infantil. Veja como isso é falso e como nossa preguiça tem um significado importante na formação dos nossos filhos.

A coisa mais simples — e também a mais importante — que podemos fazer para ajudar as crianças a se tornarem adultos bem sucedidos em suas vidas pessoal e profissional, é simplesmente ler alto para elas, começando desde cedo. A habilidade para ler e entender o que está escrito capacita as crianças a serem auto-suficientes, a serem melhores estudantes, mais confiantes, levando-as desse modo às melhores oportunidades na vida profissional e a uma vida mais divertida, tranquila e agradável.

Veja a seguir, as nove pequenas coisas que os pais, avós, professores e outros parentes dispostos a ajudar, podem fazer para ajudar as crianças a aprender e a criar gosto pela leitura.

1-Leia em voz alta para seu filho diariamente. Do nascimento até os seis meses, ele provavelmente não vai entender nada do que você está lendo, mas tudo bem assim mesmo. A ideia é que ele fique familiarizado com o som de sua voz e se acostume a ver e a tocar em livros.

2-Use livros ilustrados sem textos ou com bem poucas palavras. Aponte para as cores e figuras e diga seus nomes. Livros simples podem ensinar a criança coisas que mais tarde vão ajudá-la a aprender a ler. Por exemplo, ela aprenderá sobre a estrutura da linguagem, que existem espaços entre as palavras e que a escrita vai da esquerda para a direita.

3-Conte histórias. Encoraje a criança a fazer perguntas e a falar sobre a história que acabou de ouvir. Pergunte-lhe se pode adivinhar o que vai acontecer, conforme for contando a história, com os personagens ou coisas da trama. Aponte para as coisas no livro que ela possa associar com o seu dia a dia. "Veja este desenho de macaco. Você lembra do macaco que vimos no Circo?"

4-Procure por programas de leitura. Se você não for um bom leitor, programas voluntários ou governamentais na sua comunidade, voltados para o desenvolvimento da leitura, lhe darão a oportunidade de melhorar sua própria leitura ou então ler para seu filho. Amigos e parentes podem também ler para seu filho e também pessoas voluntárias que, na maioria dos centros comunitários ou outras instituições, estão disponíveis e gostam de fazer isso.

5-Compre um dicionário infantil. Procure por um que tenha figuras ao lado das palavras. Então comece a desenvolver o hábito de brincar com a criança, provocá-la dizendo frases tais como: "Vamos descobrir o que isto significa?".

6-Faça com que materiais de escrever estejam sempre disponíveis e à vista de todos, tais como lápis, giz de cera, lápis coloridos, canetas etc.

7-Procure assistir programas educativos na TV e vídeo. Programas infantis onde a criança possa se divertir, aprender o alfabeto e os sons de cada letra.

8-Visite com frequência uma biblioteca. Comece fazendo visitas semanais à biblioteca ou livraria quando seu filho for ainda muito pequeno. Se possível cuide para que ele tenha seu próprio cartão de acesso e empréstimo de livros. Muitas bibliotecas permitem que crianças tenham seus próprios cartões personalizados com seu nome impresso, caso ela queira, exigindo apenas que um adulto seja o responsável e assine por ela.

9-Leia você mesmo. O que você faz serve de exemplo para o seu filho.

Fonte.Site de dicas uol

2 comentários:

Pati Alves disse...

Ótimas dicas.

Ivana Maria disse...

Está corretissima nas dicas colocadas, amiga. Entre todas, a numero 9 é essencial. Sabemos mesmo que não funciona mais aquela técnica antiga de educação "Faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço." O que vale mesmo é o exemplo. bjs